Agradeço a todos os policiais, civis, militares e federais que sempre se empenharam para salvarem as vidas dos animais resgatados por maus tratos.

domingo, 29 de junho de 2014

OBRIGADO JULIO CESAR


OBRIGADO JULIO CESAR

Há 10 anos atrás, o goleiro da Seleção Brasileira JULIO CESAR, participou de uma Campanha promovida pela ONG PAI em Prol dos Animais aqui do Rio de Janeiro.
Que o grande arquiteto do UNIVERSO continue abençoando este ser iluminado que com a sua simplicidade nunca deixou de ajudar a proteção animal





sexta-feira, 27 de dezembro de 2013

ONG PAI entrevista  Secretário da SEPDA
Rafael Aloísio Freitas



ONG PAI – Secretário, assumir a missão de comandar a SEPDA é uma tarefa difícil, tendo em vista que o Sr. irá lidar com vidas que não podem falar e que dependem de nós humanos para sobreviverem, como o Sr. encara esta tarefa?

RAF – Assumir esta Secretaria foi um pedido do Prefeito Eduardo Paes, que compreendeu a necessidade de se dar uma grande virada nos problemas que já vem acontecendo há anos neste seguimento. Como fui Presidente da Comissão dos Direitos dos Animais na Câmara dos Vereadores presenciei o que estava acontecendo na Secretaria, aceitando assumir o cargo e tendo plena liberdade de ação concedida pelo Prefeito.

ONG PAI – Um dos grandes problemas da proteção animal estava sendo as feiras de adoção, que estava atravancado pelo Decreto anterior e graças ao novo Decreto os protetores poderão realizar novamente as feiras de adoção. Qual será o seu próximo passo?

RAF – Os cavalos de Paquetá que há anos vem passando por situações deploráveis e o Instituto Jorge Vasteman, mesmo não estando ligado a SEPDA.

ONG PAI – Dizem as más línguas que o Sr. aceitou o cargo com a intenção de se candidatar a Deputado Estadual. Esta informação procede?

RAF – Infelizmente quem falou esta besteira não entende nada de política. Para eu me candidatar a Deputado Estadual teria que abandonar o cargo de Secretário em março e de nada adiantaria eu estar aqui, pois em quatro meses não se consegue fazer muita coisa. O importante agora é dar um novo rumo a esta Secretaria atendendo as necessidades da população no sofrimento que ela passa com os animais abandonados.

ONG PAI – O Sr. já conhece todos os mini centros?

RAF – Estou adotando o mesmo método que apliquei quando fui Administrador Regional de Vila Isabel, Andaraí e Grajaú, visitando os locais para conhecê-los e ouvindo da população as suas necessidades. Estou conhecendo os mini centros bem como quem trabalha lá sendo que estas visitas que faço não são avisadas e sim de surpresa, pois não quero que ninguém maqueie nada, quero ver o que acontece de verdade.

ONG PAI – A SEPDA continuará a manter o Decreto dos Centros de Acolhimento?

RAF – A carência de abrigos em nosso Município é muito grande, pois a Fazenda Modelo não comporta abrigar todos os animais abandonados. A aproximação dos protetores com esta Secretaria se faz através deste Decreto, realizando uma verdadeira parceria. Já abri licitação para compra de ração em 2014 e já estou vendo a real necessidade de cada abrigo. Não se tem como enviar 100 kg de ração mensal para um abrigo que possui 60 animais, quando na verdade seu consumo é de 500 kg. Para que a Secretaria funcione ela tem que trabalhar com a verdade.

ONG PAI – Secretário,  que o ano de 2014 contemple a nós cariocas com uma SEPDA operante, humana e transparente e que a sua gestão faça a diferença para os animais.

RAF – Obrigado, espero poder atender a todos cumprindo o meu papel como funcionário público no cargo de Secretário.



Eduardo Paes vira o rumo da proteção animal nomeando Rafael Freitas, Secretário da SEPDA.



 Enquanto todos achavam quase certos a nomeação de Maria Lucia Frota ou de sua filha Lucia Frota para o cargo de Secretario da SEPDA, o Prefeito Eduardo Paes que tanto foi questionado pelas atitudes dos seus secretários anteriores desta pasta, escolhe para o cargo uma pessoa jovem, totalmente sem vínculos e vícios e que no período em que esteve a frente da Comissão dos |Direitos dos Animais na Câmara dos Vereadores, passou por um dos seus piores momentos políticos, com as denuncias de maus tratos aos animais da Fazenda Modelo, denuncias estas que foram feitas e fotografadas por Américo Pessoa e Rosana Guerra.
Conhecendo bem o Secretário sei que ele não vai se deixar influenciar pelos aproveitadores da causa, que na frente das pessoas agem de uma forma e por trás dos bastidores, em especial no Facebock articulam com pequenos grupos de pessoas mau amadas, invejosas e incompetentes, vinganças macabras contra seus desafetos as quais são pessoas honestas que se dedicam realmente aos animais, ou ainda aquelas pessoas que lucram muito as custas dos animais através de doações de dinheiro e ate de imóveis de pessoas que pensam que estes verdadeiros Magros Negros fazem algo em prol dos pobres animais. E por último não podemos esquecer aqueles que adoram tirar fotos ao lado de políticos para depois colocarem em seu blog falando que são pessoas atuantes na causa, mas em verdade só querem aparecer engabelando a população e até mesmo em um futuro se candidatar a um cargo político.

Deixo aqui registrado os meus parabéns ao Prefeito Eduardo Paes pela brilhante escolha em sua nomeação ao cargo desta Secretaria, desejando que o jovem e experiente Secretário realize um excelente trabalho em prol daqueles que tanto sofrem.

domingo, 1 de dezembro de 2013

quinta-feira, 3 de outubro de 2013

COMANDANTE CRITICA IMPUNIDADE DE CRIMES CONTRA ANIMAIS




         O chefe do Comando da Polícia Ambiental (CPAm), coronel Eduardo Frederico Cabral de Oliveira, criticou a impunidade de criminosos ligados à distribuição e à venda de bichos em reunião com o presidente da Comissão Especial de Proteção aos Animais, deputado Thiago Pampolha (PSD), nesta quarta-feira (02/10), na Assembleia Legislativa do Rio (Alerj). O comandante reforçou a importância, para as investigações, do aperfeiçoamento da coleta de dados. Pampolha anunciou que irá convocar, em breve, uma reunião para votar a aprovação de um documento que peça recursos para o incremento da investigação do setor, através de um software próprio. “Seria um incentivo financeiro do Governo do Estado para o batalhão, dando um aporte através da Secretaria de Segurança”, adiantou o deputado.
Segundo o comandante, bandidos que atuam nas regiões de Duque de Caxias, na Baixada Fluminense, e no bairro de Honório Gurgel, subúrbio da capital, chegaram a ser presos mais de duas vezes este ano e já voltaram para as ruas. “No policiamento ambiental, não tem ninguém que vá para a delegacia registrar crime. A natureza é cega, surda, muda. Por isso, eu costumo dizer que a cifra negra da criminalidade ambiental é de 100%. Se nós não procurarmos aumentar essa nossa capilaridade de informações, a gente não vai conseguir ser eficaz”, frisou o comandante, que lembrou o peso da internet no auxílio às investigações. Segundo ele, as mídias sociais e o e-mail são alguns dos canais para as reclamações, além do Disque Denúncia (2253-1177), que continua sendo um dos principais meios de queixas do CPAm. A criação de um software para ampliar o banco de dados da polícia e noticiar ações da instituição é um dos caminhos encontrados pelo comandante.
A falta de delegacias especializadas nos maus tratos aos animais, lembrou Pampolha, seria uma alternativa para aumentar o número de registros e de colaborações com a polícia. Aprovada pela comissão há aproximadamente dois meses, a ideia foi sugerida à chefe da Polícia Civil, Martha Rocha, que alegou, segundo Pampolha, falta de recursos e policiais. O problema, no entanto, vai além. “É muito mais complexo do que criar uma delegacia e policiais para anotar as informações. Mas trata-se também do sentimento de focar em punições concretas, abrigar os animais que são recolhidos e dar o devido tratamento”, acrescentou Pampolha.
O comandante acrescentou que mais unidades do CPAm - atualmente são seis - devem ser inauguradas ainda este ano, e que há estudos com o Conselho Regional de Medicina Veterinária para a criação de mais áreas para a soltura de bichos apreendidos. De acordo com o comandante, atualmente há somente um local para este trabalho no Rio.
(texto de Gabriela Caesar)

sábado, 27 de julho de 2013

CCZ do Rio: Competência na administração 

faz a diferença para os animais. 

Enquanto a SEPDA é sinônimo de maus tratos aos animais, o CCZ-RJ esbanja competência e trata os animais com dignidade.



Se o Município do Rio de Janeiro, enche a boca para falar que foi o primeiro no Brasil a ter uma Secretaria Especial de Promoção ( o certo seria PROTEÇÃO) e Defesa dos Animais, cujo o renomado Secretário é um ator ateu, que interpreta o seu papel brilhantemente como Secretário, qual seria a necessidade da existência desta Secretaria que é motivo de escândalo em toda a mídia, existindo o CCZ-RJ  que é ligado a Secretaria Municipal de Saúde e tem um Diretor competente?

Faremos agora uma breve comparação:

Canis do CCZ-RJ|:





Canis da SEPDA|:





Curral do CCZ-RJ:






Curral da SEPDA:





PRA QUE TER A SEPDA?

quinta-feira, 20 de junho de 2013

Vereador Marcio Garcia visita Fazenda Modelo e constata falta de compromisso com os animais.

video

Através de denuncias feitas por protetores de animais ao Vereador Marcio Garcia,  foi realizado uma visita a Fazenda Modelo, na qual o Vereador constatou a falta de comprometimento da SEPDA com os animais ali abrigados.
Foi instaurado inquérito policial na DPMA para apuração dos fatos.
Confira o vídeo da entrevista feita pelo SBT, que comprovam o descaso com os animais. 

sexta-feira, 17 de maio de 2013



O Vereador e Oficial Major licenciado do Corpo de Bombeiros, Marcio Garcia, entra na luta em prol dos animais do Rio de janeiro, e envia dois requerimentos de informação ao Prefeito Eduardo Paes, que com certeza terá muito o que pensar para responde-los, bem como creio que toda a proteção animal a partir de agora, poderá contar com um Vereador que não faz parte do sistema e que várias vezes quando esteve em operações de resgate de animais como Oficial Bombeiro, sentiu na alma o descaso dos órgãos públicos na hora de socorre-los.
Deixo aqui todos os seus contatos para denuncias de maus tratos aos animais, bem como ao mau atendimento por parte da SEPDA ou qualquer orgão público no tocante a causa animal, crendo que agora a Proteção Animal do Rj terá um forte aliado ao combate desumano do abandono dos animais: http://www.marciogarciarj.com.br/ 
 Camara Municipal do Rio de Janeiro -Anexo 1004 - 
2240-4567/ 3814-2158/ 3814-2159 e 3814-2270
 



--> -->